terça-feira, 18 de novembro de 2014

Criança que sofreu choque elétrico já recebeu alta

Uma criança de 5 anos de idade sofreu uma descarga elétrica ao encostar em um fio colocado em uma das grades da quadra de esporte que passa por reformas na Praça Dom Pedro I, Bairro Rio Verde, em Parauapebas. O menino foi internado no hospital público municipal, recebeu alta e passa bem. O acidente ocorreu na manhã da última segunda-feira (17).

A criança ficou com uma das mãos grudada na grade da quadra, por conta do choque elétrico. Uma mulher que mora próximo do local conta que viu a cena e correu para socorrer. Quando o menino conseguiu se soltar, Rosana Pereira dos Santos o pegou no colo e o levou para a mãe dele. “Ele conseguiu se soltar, mas começou a ficar todo durinho”, revelou.

Segundo a moradora, a criança já sofre de uma enfermidade nos rins e havia chegado recentemente de Belém, após tratamento. Outro vizinho explica que o fio que teria provocado o acidente foi colocado para inibir o roubo das máquinas que operam na reforma da quadra e ficam guardadas no local durante a noite. “Cortamos o fio no momento do desespero. Muita gente está revoltada com isso”, afirma Marcelo Fernandes.

Nota da prefeitura
A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semurb), enviou nota à imprensa confirmando que a referida praça passa por reforma, cuja obra está sendo realizada por uma empresa contratada.

“Uma equipe do setor de elétrica da Semurb está fazendo o levantamento técnico no local para identificar o que levou ao acidente. Caso seja constatada imprudência por parte da empresa contratada, um procedimento administrativo será aberto e as medidas cabíveis serão tomadas”, diz a nota. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Aposta em bilhar acaba em assassinato

Até esta terça-feira (18), a polícia ainda não havia identificado e colocado atrás das grades o matador de Valdeir Pereira de Sá, de 44 anos, que na noite do último sábado (15) foi assassinado a facadas durante discussão em um bar localizado na Rua Novo Paraíso, Bairro Betânia, em Parauapebas.

Segundo informações de pessoas que estavam no estabelecimento, a vítima jogava sinuca com um indivíduo identificado apenas como “Olhinho”, que figura como principal suspeito de ter desferido os golpes de faca em Valdeir Pereira.

A motivação da briga teria sido uma aposta que os dois fizeram durante a partida. Outros comentam que já havia um desentendimento anterior entre Valdeir e o suspeito, o que pode ter contribuído para o homicídio. O dono do bar, que não quis falar com a equipe de reportagem, ficou de ser ouvido pela Polícia Civil na segunda-feira (17).

O superintendente regional de Polícia Civil em Parauapebas, delegado Marcelo Delgado, informou à reportagem que existe a possibilidade de o estabelecimento ser fechado. (Vela Preta/Waldyr Silva)

domingo, 16 de novembro de 2014

Presos dois suspeitos de praticar fraude contra sistema bancário

Continuam presos em Parauapebas, desde a última sexta-feira (14), à disposição da Justiça, Marcos Vinicius dos Santos Macedo e Janilson Batista Ferreira do Nascimento. O primeiro, acusado de agir como hacker, em fraude de sistema bancário e pagamento de boletos, e o segundo, que estaria se aproveitando da atividade ilícita praticada por Marcos Vinicius.

“Recebemos informação anônima narrando atitudes suspeitas no quarto do hotel, de propriedade de Janilson Batista, onde os suspeitos foram presos”, detalha a delegada plantonista Raissa Belebone, que acredita no envolvimento de outras pessoas no crime, as quais estão sendo investigadas.

Segundo ainda a delegada, Marcos Vinicius e Janilson Batista usavam uma rede de internet denominada “Anônimos” para a ação de hackers. Com isso, os suspeitos conseguiam pagar boletos, invadir sistemas e ter acesso a dados, obtendo vantagem em cima do dinheiro de outras pessoas.

“Segundo o indiciado Marcos Vinicius, ele recebia 50% por cada boleto pago”, acrescenta o delegado Marcelo Delgado, superintendente de Polícia Civil em Parauapebas.

Vários boletos, cheques e uma quantia ainda não especificada de dinheiro foram apreendidos pela polícia em poder da dupla. “Ainda vamos averiguar a quantidade de dinheiro em cheques, mas, a princípio, entendemos que esse dinheiro é fruto do recebimento dos valores referentes a pagamentos fraudulentos”, esclarece o superintendente.

De acordo ainda com Marcelo Delgado, a partir das prisões em flagrante a Polícia Civil entrou em contato com a Delegacia de Crime Tecnológicos, em Belém, repassou as informações concernentes às apreensões e o órgão se colocou à disposição para auxiliar a equipe na continuidade das investigações.

O delegado Thiago Carneiro, diretor da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil em Parauapebas, informou que Marcos Vinicius e Janilson Batista foram presos pelos crimes de furto mediante fraude e associação criminosa, cuja pena chega até 11 anos de reclusão.

No momento em que o repórter policial Vela Preta procurou Marcos Vinicius para ouvi-lo sobre as acusações, ele ameaçou o profissional de imprensa, afirmando que se o caso fosse veiculado em algum veículo de comunicação o repórter iria se dar mal com ele. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Moto com três pessoas bate em caminhonete e duas delas morrem


No momento em que pilotava uma motocicleta, transportando duas mulheres, Iedsos de Jesus Mendes Pereira, 24 anos, avançou a preferencial e colidiu com uma caminhonete modelo F-350, de cor prata.

Com o baque, Iedsos de Jesus e Zenaide Inácio dos Santos, 42 anos, natural de Santa Inês (MA), morreram no local do acidente, enquanto a outra pessoa, do sexo feminino, foi encaminhada com vida para o hospital público municipal.

O trágico acidente ocorreu na madrugada de sexta-feira (14), na Avenida Havana, Bairro Vila Rica, em Parauapebas.

De acordo com a Polícia Civil, as vítimas voltavam da comemoração do aniversário de Iedsos, por volta das 4 horas da madrugada. Depois da batida, segundo informações de populares, o motorista da caminhonete não prestou socorro e fugiu do local do acidente.

Valmir Franco, investigador de Polícia Civil, informou que a tentativa de identificação do motorista da F-350 está sendo feita a partir das filmagens registradas por câmeras de alguns estabelecimentos comerciais instaladas próximos do local do acidente. “Vamos intimá-lo para ele comparecer na delegacia e esclarecer por que não prestou socorro às vítimas”, completa o investigador.

Segundo informou à reportagem o segurança de uma casa noturna localizada próximo do ponto onde aconteceu o acidente, algumas pessoas que acabavam de sair da festa ouviram o barulho da batida da moto com a caminhonete. “Quando chegamos lá, os corpos estavam estirados no chão”, diz a testemunha. (Vela Preta/Waldyr Silva)

sábado, 15 de novembro de 2014

Polícia já tem foto de suspeito da morte de jovem de 16 anos

A Polícia Civil já tem em mãos a foto do suspeito, que teria 21 de anos de idade, de ter cometido homicídio contra a vida do jovem Marcos Mendes Medeiros, de 16 anos, natural de Parauapebas, na noite da última quarta-feira (12) na Rua Rei Davi, Bairro Betânia, em Parauapebas. O assassino teria agido em conjunto com um irmão adolescente, que tem a mesma idade da vítima.

De posse do nome do suspeito, que ainda não foi passado à imprensa, a polícia continua investigando o caso para tentar identificar o nome do homicida, que matou Marcos com um disparo de arma de fogo na cabeça.

O delegado Nelson Alves Júnior, da Divisão de Homicídios, acredita que o autor do homicídio tenha envolvimento com o tráfico de drogas na cidade. Segundo a polícia, Marcos teria furtado certa quantia de dinheiro do assassino alguns dias antes. A vítima também já teria sofrido uma tentativa de homicídio 15 dias antes de morrer.

“A mesma pessoa atirou nele em via pública. Ele teve ferimento no braço, foi levado para o hospital, mas não fez ocorrência”, informa a autoridade policial. (Vela Preta/Waldyr Silva)

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Corpo de homem encontrado na beira do rio ainda à espera de familiares

Até o fechamento desta matéria, ainda não tinha sido procurado por familiares o corpo de um homem que foi encontrado sem vida na última terça-feira (11) boiando às margens do Rio Parauapebas, no final da Rua O, Bairro União, Parauapebas.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), do Centro de Pericia Renato Chaves, em Marabá, onde continua aguardando familiares ou amigos para fazer o reconhecimento e enterro.

No bolso traseiro da calça usada pelo indivíduo foi encontrado um Certificado de Dispensa de Incorporação ao serviço militar do Exército Brasileiro, no nome de Iranilson Castro Aroucha, de 35 anos, natural de Pindaré Mirim (MA).

O laudo aponta que a vítima sofreu traumatismo craniano, possivelmente provocado por uma forte pancada, por meio de instrumento ainda não identificado. O corpo foi encontrado por um grupo de homens que trabalhava na remoção de areia no Rio Parauapebas, já em estado de decomposição.

Os homens que acharam o corpo da vítima acionaram imediatamente o Corpo de Bombeiros que, por sua vez, comunicou o fato à Polícia Civil. (Vela Preta/Waldyr Silva)

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Rapaz é assassinado com golpes de faca

Por motivos ainda não esclarecidos pela polícia, Valdemir Silva de Carvalho, 23 anos, foi assassinado com golpes de faca no último domingo (9), em Parauapebas. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Marabá e reconhecido pelo pai.

Ouvido pela reportagem, o familiar afirma que soube por terceiros que um homem desconhecido teria ameaçado o filho com uma faca e quis tomar a carteira do mesmo. 

Segundo ainda o pai de Valdemir, ele estava bebendo em um bar na Rua Bom Jardim, Bairro Guanabara, na madrugada de domingo, quando o crime aconteceu.

“Quando cheguei no local já haviam colocado o corpo dele no carro”, conta o pai de Valdemir, que trabalhava como pedreiro e morreu ainda no local do homicídio. (Vela Preta/Waldyr Silva)

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Motociclista trafega na contramão, bate em carro e perde a vida

Ao trafegar pela Rodovia PA 160, núcleo urbano de Parauapebas, pilotando uma motocicleta, Gilson José Gomes, de 34 anos, natural de Estreito (MA), saiu da mão dele, atingiu um carro que vinha na outra direção e morreu no local. O acidente ocorreu por volta das 21 horas do último sábado (8).

O condutor do carro prestou depoimento à Polícia Civil nesta segunda-feira (10) e disse que foi surpreendido no momento em que Gilson, no sentido contrário, vinha na contramão e acabaram colidindo frontalmente.

Segundo ainda o motorista do carro, ele parou o veículo para prestar socorro e, juntamente com outras pessoas que apareceram no local, tentou acionar o Corpo de Bombeiros. O condutor ficou no local do acidente até que a Polícia Militar comparecesse. Ele disse que não estava alcoolizado.

Outro acidente
A aposentada Maria Rodrigues Araújo, 62 anos, estava na calçada quando foi atropelada por uma motocicleta, na Rua Sol Poente, Bairro da Paz, Parauapebas. Ela chegou a ser socorrida e levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O acidente ocorreu na manhã de sábado (8) e a vítima faleceu no período da tarde.

Segundo o filho dela, Adilson Araújo, o condutor da motocicleta seria um senhor de idade, que parou para prestar socorro. O familiar acredita que o piloto possa ter sido fechado por outro veículo e acabou subindo na calçada. (Vela Preta/Waldyr Silva)

domingo, 9 de novembro de 2014

Piloto bate moto em cavalo e morre

O motoqueiro Marcelo de Moura, de 35 anos, morreu na última sexta-feira (7), vítima de acidente em Parauapebas, ao atingir um cavalo que atravessava a Rodovia PA-275, próximo ao Partage Shopping Parauapebas. A namorada dele, Ivonete de Souza da Conceição, de 20 anos, que estava na garupa da moto e sofreu apenas escoriações, foi encaminhada ao Hospital Municipal com ferimentos leves.

De acordo com Claudete de Moura, irmã de Marcelo, ele usava capacete e mesmo assim morreu na hora ao colidir com o animal, quebrando o pescoço. Já a namorada dele, que não utilizava o equipamento de segurança, acabou sobrevivendo.

Segundo ainda Claudete, Marcelo saiu de casa com a namorada, como sempre costumava fazer. Ocasionalmente, ele dormia na casa de Ivonete e retornava para a residência da irmã, pela manhã, para ir trabalhar.

Na manhã de sexta (7), o rapaz não apareceu em casa no horário de costume e a irmã dele começou a ficar preocupada, pois Marcelo não possuía aparelho celular e Claudete não sabia o número do telefone da namorada dele. Inquieta, Claudete foi até o local de trabalho do irmão, onde ficou sabendo do ocorrido, por meio do cunhado dela, que é proprietário da empresa em que o irmão trabalhava.

Ao tomar conhecimento da morte do irmão, Claudete se dirigiu ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Parauapebas, onde reconheceu o corpo do rapaz. Ivonete, a namorada de Marcelo, já havia saído do hospital e foi levado para casa. Segundo informações, o acidente teria deixado a moça um pouco desnorteada, provavelmente por conta da queda. (Vela Preta/Waldyr Silva)